Transações correntes registram US$1,5 bilhão em outubro

As transações correntes foram superavitárias em US$1,5 bilhão em outubro, ante déficit de US$8,1 bilhões em outubro de 2019, segundo dados do Banco Central (BC). Este foi o terceiro mês seguido de superávit e o sexto superávit mensal desde abril. Seguindo a tendência dos meses anteriores, essa reversão ocorreu de forma disseminada, com aumento de US$3,0 bilhões no superávit da balança comercial de bens e reduções de US$4,5 bilhões e de US$2,0 bilhões nos déficits em renda primária e serviços, respectivamente. O déficit em transações correntes somou US$15,3 bilhões nos 12 meses encerrados em outubro, equivalentes a 1,04% do PIB. Este déficit foi inferior aos US$24,9 bilhões (1,64% do PIB) nos 12 meses terminados em setembro e o menor valor acumulado desde fevereiro de 2018, 0,97% do PIB.

  • Publicado em Economia

Transações correntes foram superavitárias, mostra BC

As transações correntes foram superavitárias pelo quarto mês consecutivo em julho, US$1,6 bilhão, ante déficit de US$9,8 bilhões em julho de 2019, segundo dados do Banco Central (BC). Essa reversão decorreu de alta de US$5,7 bilhões no superávit da balança comercial de bens e das reduções de US$4,0 bilhões e de US$1,6 bilhão nos déficits em renda primária e serviços, na ordem. O déficit em transações correntes somou US$31,7 bilhões (2,0% do PIB) nos 12 meses encerrados em julho, ante déficit de US$43,2 bilhões (2,7% do PIB) no período equivalente terminado em junho.

Transações correntes apresentaram superávit em maio

Em maio de 2020, as transações correntes apresentaram superávit pelo terceiro mês consecutivo, US$1,3 bilhão, segundo dados do Banco Central (BC). Na comparação com o déficit de US$1,4 bilhão ocorrido em maio de 2019, contribuíram, principalmente, as reduções no déficit em renda primária, US$2,1 bilhões, e em serviços, US$1,5 bilhão, em oposição à redução de US$812 milhões do superávit comercial. O déficit em transações correntes nos cinco primeiros meses do ano de 2020 somou US$11,3 bilhões, recuo de 38,2% em relação aos US$18,3 bilhões registrados em período correspondente de 2019. O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em maio de 2020 somou US$42,4 bilhões (2,54% do PIB), ante US$45,2 bilhões (2,64% do PIB), em abril de 2020.

Transações correntes apresentam superávit pelo 2º mês consecutivo

Em abril de 2020, as transações correntes apresentaram superávit pelo segundo mês consecutivo, US$3,8 bilhões, maior valor da série histórica mensal iniciada em janeiro de 1995, segundo dados do Banco Central (BC). Na comparação com o déficit de US$1,9 bilhão ocorrido em abril de 2019, contribuíram, principalmente, os recuos no déficit em renda primária, US$2,3 bilhões, e em serviços, US$2,1 bilhões, além da elevação do superávit da balança comercial, US$1,3 bilhão. O déficit em transações correntes do primeiro quadrimestre de 2020 somou US$11,9 bilhões, recuo de 29,9% em relação aos US$17,0 bilhões registrados em período correspondente de 2019. O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em abril de 2020 somou US$44,4 bilhões (2,61% do PIB), ante US$50,1 bilhões (2,87% do PIB), em março de 2020. 

Conta corrente da zona do euro tem superávit de € 40,2 bi

A conta corrente na zona do euro alcançou um excedente de € 40,2 bilhões em fevereiro de 2020, de acordo com informações ajustadas sazonalmente divulgadas pelo Banco Central Europeu (BCE). No mês anterior, o número registrado foi de € 31,8 bilhões.

(Redação – Investimentos e Notícias)

Déficit em transações correntes totalizou US$795 milhões

Em novembro de 2018, o déficit em transações correntes totalizou US$795 milhões, inferior ao de novembro de 2017, US$2,2 bilhões, segundo dados do Banco Central (BC). O superávit comercial de US$3,6 bilhões, ante US$3,2 bilhões em novembro do ano anterior, contribuiu para essa redução do déficit na comparação interanual. O déficit corrente acumulado nos doze meses encerrados em novembro situou-se em US$14,0 bilhões (0,74% do PIB), terceiro mês consecutivo de redução. 

  • Publicado em Economia

Transações correntes foram superavitárias em outubro

Em outubro de 2018, as transações correntes foram superavitárias em US$329 milhões, comparativamente ao saldo negativo de US$686 milhões ocorrido no mês correspondente de 2017, segundo dados do Banco Central (BC). O resultado em transações correntes foi favorecido pelo superávit comercial de US$5,4 bilhões (ante US$4,9 bilhões em outubro de 2017). O déficit em transações correntes acumulado nos doze meses encerrados em outubro situou-se em US$15,4 bilhões (0,80% do PIB). 

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS